Enquadramento

Delimitação da ARU:

Esta área foi aprovada pela Assembleia Municipal a 7/12/2011, e publicada do Diário da República n.º 6, 2ª Série, de 09/01/2012, sob o Aviso n.º 259/2012 (Centro Histórico).

A atual delimitação da ARU do Centro Histórico decorre da conversão da Área Critica de Recuperação e Reconversão Urbanística (ACRRU) existente desde 1979 no seu núcleo medieval, alargada aproximadamente ao atual limite em 1996.

Nota: Para esta área encontra-se em vigor o Código Regulamentar do Município de Braga, Título B3 – Centro Histórico, publicado pelo Regulamento n.º 973/2016 - Diário da República n.º 206/2016, Série II de 2016-10-26.

 

Objetivos de reabilitação para esta ARU:

O Centro Histórico de Braga tenderá a fixar:

Novos residentes, com perfis diversos,
Atividades mais qualificadas e associadas à criatividade, às tecnologias e ao conhecimento,
Visitantes e turistas de mercados mais segmentados.

O Centro histórico de Braga procurará oferecer:

  • Um mercado de arrendamento de habitação mais dinâmico,
  • Um tecido económico e empresarial renovado, moderno e mais dinâmico,
  • Novos conceitos de oferta comercial e de lazer,
  • Espaços públicos e coletivos confortáveis, atrativos e estimulantes,
  • Uma oferta cultural diversa e multifacetada,
  • Uma identidade reconhecida nos seus diversos ícones (históricos, religiosos, científicos e tecnológicos),
  • Uma cidadania ativa e participante.

O Centro Histórico de Braga concentra serviços, comércio, equipamentos de saúde, ensino, culturais, sendo por esses motivos, o Centro Histórico muito dinâmico e ativo, durante o dia. É intensa e é acentuado o número de população que este suporta, numa base diária.

Mais informação aqui.